Como usar a inteligência artificial para melhorar o e-commerce! 

Fique a saber como pode recorrer à inteligência artificial para melhorar o seu e-commerce!

Anualmente, o mercado do e-commerce tem crescido em todo o mundo, movimentando quantias astronómicas. As empresas têm lojas virtuais que permitem a apresentação de lucros assinaláveis.  

São usadas frequentemente todas as estratégias que permitem aumentar os valores obtidos, para assegurar uma maior rentabilização. A inteligência artificial surgiu com força em todos os mercados.  

Por isso, a previsão é que faça a diferença também neste mercado. O impacto da inteligência artificial no mercado de e-commerce será cada vez mais evidente.  

O que é a inteligência artificial? 

A inteligência artificial é definida pela sigla IBM (referente a International Business Machines Corporation que, numa tradução livre, significa Corporação Internacional de Máquinas de Negócios) como “a capacidade de um sistema computacional de realizar tarefas que normalmente requerem inteligência humana, como reconhecimento visual, tomada de decisão e tradução entre idiomas”

A origem do conceito “inteligência artificial” tem várias décadas. Ele foi aplicado por John McCarthy em 1956, tendo sido usado pela primeira vez a ideia de inteligência artificial no Dartmouth Workshop, num conjunto de reuniões que envolveram diversos cientistas, representando disciplinas distintas.  

Neste espaço, foram discutidas a capacidade das máquinas de aprender (machine learning). Estas reuniões foram bem sucedidas. Sucederam-se vários projetos posteriores. Na sequência desses encontros, surgiram outros conceitos novos, nomeadamente NLP (Natural Language Processing – Processamento de Linguagem Natural).  

Os primeiros chatbots também começaram a ser desenvolvidos, embora os da época tenham sido bem mais simples do que os que atualmente conhecemos. A evolução da inteligência artificial tem sido evidente. O ritmo dinâmico do seu desenvolvimento surpreendeu.  

Atualmente, encontra-se a ser aproveitada em diferentes soluções, nas mais diversas áreas. Até surgiu o conceito de “casa inteligente”, que comprova a sua utilidade no nosso quotidiano. 

Inteligência Artificial em Comércio Eletrónico 

No mundo dos negócios, a inteligência artificial pode desempenhar um papel importante em inúmeras tarefas. Já não é mera ficção científica entrar numa loja e ter prateleiras a reorganizarem-se, a apresentar itens que sejam do nosso interesse e a serem colocados ao alcance do nosso braço.   

A IA baseia-se em algoritmos que processam grandes volumes de dados e com essa informação conseguem extrair padrões, insights e previsões que podem ser utilizadas de formas distintas. Muitos dos empreendimentos irão prosperar por abraçarem a inteligência artificial. 

O marketing digital também tem aproveitado esta ferramenta. O e-commerce é uma das áreas onde a Inteligência Artificial pode apresentar um impacto profundo. A IA é uma ferramenta visionária que pode remodelar e revolucionar o nosso mundo, continuamente. O modo como se compra e vende pode ser transformado. 

1. Chatbots de atendimento ao cliente 

Os chatbots com tecnologia de IA podem revelar-se bastante úteis por conseguirem lidar em tempo real com as solicitações dos clientes, por fornecerem respostas instantâneas a perguntas comuns e por esclarecerem dúvidas no imediato. 

A IA ​​no comércio eletrónico por meio de chatbots assegura uma disponibilidade total, 24h por dia. A resposta dada não é apenas instantânea. Atualmente, os chatbots fornecem respostas consistentes às perguntas mais frequentes. 

2. Segmentação de público-alvo 

A IA é também um excelente recurso na dissecação de grandes conjuntos de dados de clientes. Esta ferramenta também permite identificar segmentos distintos com base em diversos fatores, nomeadamente: demografia; comportamento; histórico de compras; preferências, entre outras. 

É sensato recorrer à IA no comércio eletrónico e na segmentação, porque permite campanhas de marketing direcionadas que impactam positivamente determinados grupos, contribuindo para um aumento da eficiência da mensagem. 

3. Mensagens Personalizadas 

A IA no comércio eletrónico pode permitir a personalização das mensagens de marketing 

para o nível individual através do aproveitamento dos insights de dados recolhidos. As campanhas de email podem ser adaptadas com o contributo da inteligência artificial.  

Tal pode acontecer com a colocação de recomendações de produtos ou ofertas especiais que se encontrem alinhadas com o comportamento antecedente do cliente. Desta forma, o IA aumenta as probabilidades de conversão, significativamente! 

4. Otimização de preço 

A Inteligência Artificial pode realizar ajustes nos preços, tendo por base diversos fatores, nomeadamente: a procura, os preços da concorrência, as condições de mercado, entre outros.  

Esse recurso da IA pode ajustar valores dinamicamente, o que permite ajudar as lojas virtuais a manterem-se competitivas. Desta forma, a IA até ajudará a assegurar uma maximização dos lucros.  

5. Personalização em escala 

A inteligência artificial também pode ter um papel fundamental na análise da abundância de dados. A IA pode usar essa informação para proporcionar aos clientes experiências de compras personalizadas.  

A oportunidade de rastrear o comportamento do utilizador e de analisar no imediato o histórico de compras e os padrões de navegação tem as suas vantagens é ótima e a IA permite a sugestão de produtos adaptados às preferências de cada cliente.  

Ora, esta vantagem contribui de forma decisiva para aumentar a satisfação do cliente, significativamente, algo que permite fomentar a sua fidelidade. 

6. Tomada de decisão orientada por dados 

A inteligência artificial pode também assumir outro papel importante no comércio eletrónico. Pode contribuir para a tomada de decisões fundamentais, devidamente informadas nos dados recolhidos.  

Os algoritmos de Inteligência Artificial são elementos-chave que fazem do processamento e interpretação de grandes conjuntos de dados um meio fundamental para o fornecimento de insights acionáveis.  

Os e-commerce podem usar esses insights da IA para tomarem decisões informadas sobre um conjunto vasto de áreas nevrálgicas para qualquer empresa de comércio eletrónico, nomeadamente: gestão de stock, estratégias de marketing, desenvolvimento de estratégias de engajamento do cliente, entre outras. 

7. Eficiência nas diferentes operações 

A IA no comércio eletrónico também oferece ferramentas que permitem automatizar tarefas rotineiras com eficiência.  

A Inteligência artificial pode desempenhar um papel fundamental num conjunto vasto de áreas relevantes (gestão de inventário; gestão da cadeia de abastecimento; atendimento ao cliente via chatbots;), permitindo uma automatização bastante útil, que reduzirá significativamente a margem para erros humanos.  

Além disso, ao assumir diversas tarefas deste género, a IA permite que diversos recursos humanos sejam libertados para o estabelecimento de tarefas mais complexas, nomeadamente algumas que requeiram pensamento criativo. 

8. Pop ups de retenção 

Estes conteúdos são usados em etapas específicas da jornada de compra. Os pop-ups de retenção podem gerar urgência para o cliente. Eles visam gerar interação com o consumidor, influenciando estes para que eles decidam fazer compra.  

As situações de carrinho abandonado são um contexto onde podem surgir os chamados pop-ups de retenção que recordam o utilizador de que aquela compra pode ser fechada, o que permite aumentar a taxa de conversão. 

Embora os pop-ups de retenção nem sempre recorram a inteligência artificial, podem trabalhar com essa tecnologia. Esses pop-ups podem ser criados usando as informações colhidas sobre itens das vitrines e das buscas e recurso aos dados comportamentais dos usuários. 

9. Deteção de fraude 

A segurança é um dos aspetos fundamentais onde as aplicações de IA em lojas virtuais podem assumir um papel decisivo. A IA pode contribuir para uma abordagem proativa à segurança. Desta forma, irá proteger a empresa e os respetivos clientes, impedindo que surjam danos financeiros.  

A má reputação causada por fraude pode condenar uma loja online. O reconhecimento de padrões é uma etapa importante. Após a IA analisar milhões de transações, pode aprender qual é o comportamento típico de compra e, dessa forma, sempre que identificar transações que se desviam da norma, sinalizar o sucedido para atuar no imediato. 

Os sistemas de IA têm facilidade em lidar com a informação (nomeadamente, endereços IP, IPs de dispositivos e informações de pagamento, entre outros) e podem cruzar vários dados relevantes, para detetar inconsistências que possam sugerir a elaboração fraude. 

10. Redução de custos 

A Inteligência Artificial ajuda a reduzir custos operacionais devido ao facto de permitir automatizar tarefas. Assim, a IA consegue melhorar a eficiência. Com o passar do tempo, a IA permitirá às empresas um investimento mais significativo no crescimento e na inovação porque as poupanças de custos operacionais podem revelar-se substanciais. 

Os sistemas de IA são uma ferramenta incrível, porque conseguem lidar com um aumento do volume de tarefas sem que essa realidade corresponda a um aumento de erros ou de custos. Ora, essa escalabilidade é fundamental para as empresas que podem apresentar uma procura acentuada subitamente, o que requer grande capacidade de adaptação.  

Estas são apenas algumas das formas que tornam evidente que o e-commerce pode beneficiar muito com implementação de estratégias que recorram aos benefícios da inteligência artificial. 

Aliado digital 

Se quer que o seu e-commerce tenha sucesso, pode revelar-se decisivo estabelecer uma parceria com uma empresa como a BDCA Digital O know-how na área do marketing digital e das tecnologias que o conjunto de especialistas desta agência apresenta permite que qualquer empresa consiga evidenciar-se num mundo competitivo como é o mercado digital. 

Partilhe este artigo:

Artigos relacionados

Subscreva a nossa newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba dicas e novidades do mundo digital.