Como criar uma estratégia de marketing de conteúdo para e-commerce! 

Aprenda a desenvolver a sua estratégia de marketing de conteúdo para e-commerce!

Atualmente, todas as empresas modernas estão dependentes do mundo digital. Existem várias estratégias que abrem as portas a novas oportunidades de negócio. Por exemplo, cada vez mais se dá relevância à presença da unidade de vendas online.  

O sucesso do e-commerce evidencia a importância que uma plataforma deste género tem. Não se trata apenas do futuro do mundo dos negócios. Já consiste no presente.  

A relevância que o marketing de conteúdo para e-commerce tem apresentado no mundo empresarial apenas veio confirmar que não se trata de uma mera tendência. As estatísticas mostram que se trata de um complemento fundamental de um negócio.  

O desafio de destacar-se da concorrência  

Devido ao vasto leque de ofertas que se encontram no mundo digital, tornou-se um desafio ganhar notoriedade. O sucesso do e-commerce só surge com um bom plano. Para uma empresa se evidenciar entre uma concorrência feroz e competitiva, não basta fazer bem. É necessário fazer melhor e marcar a diferença.  

Ora, apostar numa estratégia de conteúdos revela-se uma etapa fundamental. Existem vários formatos para apresentar esta estratégia. No entanto, ela centra-se essencialmente em duas áreas: 

  • Realização das descrições de produto 
  • Apresentação dos conteúdos que permitem que a marca se posicione junto de uma audiência específica. 

A criação de conteúdo de qualidade permite assegurar maior credibilidade por parte do consumidor. Atualmente, as empresas devem valorizar o marketing de conteúdo e vê-lo como parte fundamental da sua estratégia de crescimento.  

Uma empresa que pretenda assegurar um crescimento sustentado e orgânico, não pode deixar de ver essa estratégia como crucial para a sua prosperidade.  

Os conteúdos atraem e constroem audiências. Desenvolver uma estratégia de marketing de conteúdo para e-commerce revela-se um desafio e requer mais do que fazer as descrições dos produtos.  

Geralmente, um potencial cliente começa por realizar pesquisas sobre um determinado tema, produto ou serviço, antes de conhecer uma marca. Ora, uma empresa que se apresente nesse momento pode beneficiar, porque pode ser o local onde o potencial cliente compra o produto que deseja. 

Por isso, quando uma entidade produz conteúdos de valor acrescentado está no caminho certo, porque se trabalham as palavras-chave fundamentais para o negócio e apresenta bons conteúdos. Então, consegue assegurar para a sua empresa: 

  • melhores posições nos motores de pesquisa;  
  • mais tráfego para o website; 
  • mais vendas; 
  • os conteúdos que criam audiências, geram lealdade e fidelizam. 

Há algumas dicas importantes para se criar um plano de marketing de conteúdo para comércio eletrónico. Em apenas 5 dias, consegue-se realizar uma estratégia eficaz e com impacto! 

1º dia: pesquisar o público alvo 

Ter uma base sólida é importante para a sua estratégia de marketing de conteúdo ter sucesso. Conhecer a sua base de consumidores revela-se verdadeiramente importante, a chamada “buyer persona” (“personagem de cliente”. A marca não conseguirá realizar conteúdos com impacto num grupo alvo. 

O desenvolvimento da tecnologia facilitou a aquisição de perceções modernas relativamente ao comportamento dos clientes. As marcas conseguem compreender melhor o que é fundamental para a audiência.  

Para entender o seu grupo alvo, as equipas de vendas podem recorrer a análises de dados, comparações de palavras-chave e até ao feedback das pessoas nas redes sociais. O seu grupo alvo presente nas redes sociais deve ser ouvido. Estas pessoas permitem que se identifiquem problemas da empresa ou dos seus produtos. Através do conteúdo pode melhorar a sua visão.  

2º dia: investigar a concorrência 

A concorrência está sempre presente no universo digital. A presença de mais vendedores do mesmo produto/serviço é uma realidade geral. Até em pequenos nichos se encontra uma competência feroz.  

No entanto, muitos desses concorrentes cometem erros com os quais podem aprender. Utilizar ferramentas como BuzzSumo permite que se consulte fontes de conteúdo populares no seu nicho e fazer uma análise do que interessa verdadeiramente aos consumidores. Compreenda as suas preferências e desenvolva estratégias com base nesse conhecimento para produzir conteúdo motivante e popular. 

Fazer uma análise à secção de comentários de peças de conteúdo populares da sua indústria permite identificar os problemas apresentados pelos consumidores. Diferentes sites de análises podem revelar-se importantes aliados, nomeadamente o Amazon e o Yelp, que permitem avaliar os problemas enfrentados pelo seu cliente. O conteúdo criado pode ser alterado para fornecer as soluções. 

3º dia: procurar as keywords (palavras-chave) certas 

A classificação nos motores de busca (como o Google ou o Yahoo) são fundamentais para ter sucesso na internet. Atualmente, os motores de busca tomaram conta da arena do comércio eletrónico. Há fontes que referem que mais de 65% dos publicistas (seja de B2C ou de B2B) já recorreram a métodos pagos para gerar tráfego, quando a pesquisa orgânica falha. 

Podemos encontrar um conjunto vasto de ferramentas de pesquisa de palavras-chave bastante valiosas, nomeadamente a SEMRush, a Ahrefs ou a Keyword Planner (da Google).  

Ora, usar a sua buyer persona deve ser o seu objetivo, sendo importante encontrar frases de palavras-chave (e realizar a Indexação de Semântica Latente das palavras-chave [LSI – Latent Semantic Indexing]) que os consumidores se encontram a utilizar nas respectivas pesquisas. Posteriormente, deve definir as peças de conteúdo a escrever num determinado tempo, seja mensal, trimestral, semestralmente. 

As palavras-chave com altos volumes de pesquisa devem ser prioritárias. Elas encontram-se entre as mais pesquisadas pelos seus consumidores. Por isso, são as mais valiosas. 

4º dia: criar um calendário editorial abrangente 

No momento de definir uma estratégia de marketing de conteúdo, deve determinar objetivos devidamente alinhados com os interesses do seu grupo alvo. Então, deve formular um calendário editorial, que permita recordar as prioridades estabelecidas e incentivar os produtores de conteúdos a conquistarem os objetivos determinados.  

O calendário editorial deve ser visto como um guia definitivo para a criação de conteúdo. Este documento ajuda a organizar e a simplificar todo o processo de produção de conteúdos ao longo do ano.  

Os artigos devem servir para dar resposta a algumas das questões apresentadas como mais relevantes. É importante criar títulos criativos e atrativos para se tornarem mais sedutores, estimulando a sua leitura.  

5º dia: promover conteúdo 

O envolvimento gerado é fundamental. Não basta ter conteúdo de qualidade. Promover é uma etapa decisiva! Muitos especialistas defendem que se deve passar mais tempo a promover o conteúdo criado do que a escrevê-lo!  

Independentemente da área do negócio, a maioria das empresas recorre a métodos pagos de distribuição de conteúdo para expandirem os respetivos horizontes. É crucial reconhecer que todo o trabalho de conteúdo realizado será em vão, se não existir um plano de promoção adequado para que o mesmo apresente os resultados pretendidos. 

Se quiser assegurar o sucesso da sua empresa no momento de fazer a implementação de várias estratégias de marketing, então, deve considerar recorrer a um parceiro como a BDCA Digital, uma agência especialista em marketing digital que disponibiliza um conjunto de profissionais com o know-how necessário para vingar neste mundo extremamente competitivo. 

Partilhe este artigo:

Artigos relacionados

Subscreva a nossa newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba dicas e novidades do mundo digital.