Como aumentar as vendas do meu e-commerce?

Se quer melhorar os seus números, deve aprender as estratégias que os especialistas usam para aumentarem as vendas no e-commerce!

O marketing digital é um universo vasto, repleto de desafios. Um deles está no e-commerce. Embora se possa ter noção de que se trata de uma oportunidade que pode trazer bons resultados, há a necessidade de desenvolver estratégias para que se possa rentabilizar a plataforma.  

Ora, o sucesso passa muitas vezes por traçar um bom plano, recorrendo a estratégias que realmente asseguram bons números. Para tal acontecer, torna-se imperativo conhecer o mercado onde se está inserido, identificar a concorrência e fazer melhor.  

Se pretende melhorar os seus números na plataforma, deve aprender com quem tem o know-how e recorrer às estratégias que permitem aumentar as vendas no e-commerce! 

Contexto no e-commerce 

O e-commerce encontra-se em constante evolução. O seu desenvolvimento contínuo implica a necessidade das empresas se atualizarem constantemente. Ter uma loja online bem sucedida não é fácil.  

Quando a concorrência é feroz, é necessário recorrer a estratégias de marketing adequadas e criteriosamente selecionadas para vencer num mercado tão competitivo. 

O marketing é essencial para tornar o e-commerce numa plataforma de sucesso. O recurso  a um conjunto pertinente de estratégias e técnicas permite promover produtos, serviços ou marcas, visando atrair e fidelizar clientes. Portanto, assegura vendas.  

Fazer a diferença no e-commerce

É importante ter em conta que cada negócio é único. Naturalmente, que as estratégias de marketing que devem ser implementadas na sua empresa devem ser adaptadas à realidade da sua loja virtual.  

Existem vários fatores que contribuem para o sucesso do ecommerce. Algumas variáveis a ter em conta ultrapassam a área do marketing digital, nomeadamente ter produtos a preços competitivos. Além disso, também é importante desenvolver um atendimento ao cliente de excelência, seja em espaço físico, seja digital.  

Escolher um caminho para o sucesso

É importante saber tudo sobre como se destacar no mercado online, da criação de conteúdo relevante até à personalização da experiência do utilizador. Existe um conjunto vasto de estratégias que podem ser realizadas.  

Por isso, há que dominar esses conhecimentos e implementar as que foram mais adequadas ao seu negócio. Quando elas são integradas num plano bem estruturado podem realmente fazer a diferença. Estas permitem as seguintes vantagens:  

  • fidelizar os clientes; 
  • aumentar a visibilidade da loja virtual; 
  • gerar leads (potenciais clientes) que podem tornar-se compradores; 
  • melhorar o alcance global com a internet; 
  • alcançar consumidores em diversas regiões; 
  • aumentar as vendas online e a faturação da loja virtual. 

Principais estratégias de marketing para e-commerce

1. Investir na apresentação do produto

“Uma imagem vale mais do que mil palavras”: uma frase feita que só permanece por ainda ter a sua validade. Realizar uma apresentação de produto cuidada, bem pensada, revela-se uma estratégia bastante eficaz, porque permite ao potencial comprador ter uma ideia mais exata do aspeto e da funcionalidade do produto.  

Por exemplo, fazer uma escolha criteriosa das fotografias é fundamental. Este elemento permite criar uma boa primeira impressão. Por isso, justifica-se um investimento em fotografias de produtos de qualidade elevada, tiradas de diferentes ângulos, para dar uma perspetiva de 360°. O mesmo deve ser feito com vídeos. 

2. Realizar um reforço nas descrições da loja online

Quando as palavras são bem escolhidas e bem aplicadas, podem desfocar qualquer imagem. Uma frase bem feita, no contexto certo, pode tornar um produto irresistível. Por isso, apostar numa descrição do produto rigorosa revela-se tão importante como as imagens e vídeos.   

Dar foco aos benefícios que o cliente poderá obter no caso de comprar um produto é importante. Posteriormente, pode então avançar para as características técnicas. Se o produto implicar a apresentação de algum tipo de montagem ou configuração, será necessário adicionar instruções, seja no corpo da descrição, seja num ficheiro PDF, seja num vídeo tutorial.  

3. Fazer por recuperar carrinhos abandonados

Lidar com visitantes a sair do site, a abandonar carrinhos é uma realidade diária das lojas digitais. No entanto, com recurso ao email marketing, por exemplo, é possível aumentar as vendas online, recuperando esses carrinhos.  

É possível enviar um email aos clientes que visitam a loja e a abandonaram sem comprarem, oferecendo-lhes um cupão de desconto para aplicar na próxima compra, se comprarem mais de “x” produtos. 

4. Aproveitar a geolocalização

A geolocalização pode ser utilizada estrategicamente. Quando os clientes se encontram fisicamente próximos de loja física, sentem maior confiança, mesmo quando fazem compras na plataforma digital.    

Por isso, conjugue as duas componentes. Por exemplo, os clientes que entrarem na loja podem receber ofertas especiais (no telemóvel, por código, num panfleto) criando uma experiência que estabeleça uma ligação entre o mundo online e offline. 

5. Promover experiências interativas

As vendas interativas podem representar uma estratégia mais complexa de executar. No entanto, a criação de uma experiência envolvente gera boas sensações. Por exemplo, combinam elementos de entusiasmo no público, incentivando a uma participação ativa dos consumidores, o que permitirá impulsionar as vendas. 

Por exemplo, com recurso a ferramentas online, pode definir um preço inicial atrativo para um determinado produto e ajustar o preço com base na procura e na participação dos compradores. Isto pode ser feito de forma automática.  

Desta forma, os clientes podem ver o preço em tempo real e são seduzidos a comprar o produto indicado, antes que o preço suba novamente. 

6. Implementar um chat

Os números são evidentes. As pessoas preferem recorrer a um chat do que ter que enviar um email ou fazer um telefonema. Ter de esperar pela resposta do serviço de apoio ao cliente revela-se um processo doloroso. Os clientes querem respostas no imediato. Por isso, as suas dúvidas devem ser esclarecidas no momento.   

Esta medida aumenta significativamente a taxa de conversão. A assistência em tempo real deixa o cliente mais satisfeito, mais disponível para fazer a compra. 

7. Recorrer a recomendações cross-sell e upsell 

Táticas de cross-sell e upsell são responsáveis por 10% a 30% da faturação das lojas online. O processo consiste em apresentar produtos complementares ao utilizador.  

Por isso, quando ele apresenta interesse num computador, deve apresentar um anti-vírus (cross-sell) ou quando está interessado numa televisão, deve apresentar uma versão mais avançada do produto (upsell). Estas táticas até podem ser usadas em simultâneo. 

8. Enviar ofertas relâmpago personalizadas

O envio de emails personalizados conforme o perfil, comportamento de compra e preferências faz a diferença. Esta estratégia é eficaz, porque consegue cativar os clientes, que ficam felizes quando se sentem especiais.   

As ofertas relâmpago personalizadas são uma forma de criar nos clientes uma sensação de exclusividade, além de que a urgência para aproveitar as compras online permite que as compras se realizem em dois tempos.  

Eis alguns exemplos de criação de ofertas relâmpago exclusivas para cada segmento de clientes, nomeadamente para clientes leais: 

  • entrega grátis para quem abandonou o carrinho;  
  • para clientes que compram produtos específicos, ofertas especiais e complementares. 

Nota: para mostrar que as ofertas se encontram disponíveis por tempo limitado, pode adicionar uma contagem decrescente… 

9. Criar a sensação de urgência

O conceito de FOMO (Fear Of Missing Out) aproveita o medo que os clientes têm de perder uma boa oportunidade. O sentimento de urgência exerce impacto nas compras online, porque os consumidores gostam de sentir que estão a aproveitar um bom negócio. 

10. Fazer por otimizar o processo de checkout

A otimização do processo de checkout revela-se um passo decisivo. Simplificar significa facilitar as vendas. Muitos clientes decidem abandonar uma compra (mesmo quando estão prestes a finalizá-la!), quando têm que passar por um checkout longo ou complicado. 

11. Fazer newsletters personalizados

O envio de uma newsletter é uma estratégia comum. No entanto, poucas são as lojas que personalizam os conteúdos nela apresentados. A personalização deve ser realizada para assegurar maior retorno. Se quer trazer visitas ao seu site com base nas suas newsletters, terá que as personalizar de acordo com os seus clientes.  

Quando as newsletters são criteriosamente enviadas, por exemplo apresentando produtos que se enquadrem no histórico de compras do cliente, revelam-se uma estratégia decisiva. 

Tenha em conta que o design e o conteúdo da newsletter também têm impacto. O pacote completo permite trazer mais pessoas a visitar o site e a fazer compras. 

12. Oferecer os portes

Apesar de ser uma técnica antiga, mantém a sua eficácia. A oferta de portes de envio estimula compras. Há diferentes formas de o fazer, tais como: 

  • apenas oferecer portes gratuitos para cada novo cliente; 
  • limitar esta oferta de portes de envio a um determinado número de encomendas; 
  • alargar a oferta de portes de envio a todas as hipóteses de negócio. 

Conclusão 

Estas são apenas algumas das estratégias de vendas online que devem ser consideradas. Há outras que podem ser usadas e que são tão ou mais eficazes que estas para o seu negócio.  

Se quiser contribuir para o aumento das suas vendas, tem de manter-se atualizado e explorar estratégias distintas para identificar quais funcionam melhor com o seu público alvo, porque cada negócio é singular. 

Pode ser uma estratégia certeira estabelecer uma parceria com um aliado com know-how no mercado. Uma empresa como a BDCA Digital revela-se um passo decisivo. Ter um parceiro em tecnologia e marketing revela-se um trunfo na manga.  

Partilhe este artigo:

Artigos relacionados

Subscreva a nossa newsletter

Subscreva a nossa newsletter e receba dicas e novidades do mundo digital.